© 2020 Revista Vega

  • Revista Vega

João Rock 2017 atrai público de 55 mil pessoas para Ribeirão Preto.


19 atrações se apresentaram em três palcos: João Rock, Fortalecendo a Cena e Palco Brasil – Edição Nordeste

O maior Festival de Rock Nacional, em sua 16ª edição vem crescendo a cada ano, e neste de 2017 não poderia ser diferente, arrastou uma multidão de 55 mil pessoas que ocuparam os camarotes e pistas do Parque permanente de exposições de Ribeirão-Preto no último sábado, dia 10/06.

A galera foi ao delírio até as 02h00 da manhã, numa sequência de shows com Armandinho, Zé Ramalho, Humberto Gessinger, Nando Reis, CPM 22, Alceu Valença, Pitty, Lenine, Capital Inicial, O Rappa, Nação Zumbi, Emicida entre outras bandas vencedoras e convidadas.

Humberto Gessinger tocou clássicos que fizeram sucesso com a banda Engenheiros do Hawaii, como “Infinita Highway”, “Dom Quixote”, “Pra ser sincero” e outros. Um dos pontos altos do show foi a participação de Dinho Ouro Preto, da banda Capital Inicial, cantando a música “Olhos Certos”.

Nando Reis apresentou seu show Jardim Pomar que misturou músicas do último CD como “Só Posso dizer” que foram acompanhadas pelo público como “Marvin”, “Relicário”, “Do seu Lado” e “Sutilmente”.

É indescritível este festival, só indo para sentir a energia das pessoas do bem que frequentam o João Rock, que apesar das 55mil pessoas, não vimos nenhum problema, o festival estava mega organizado, nós da revista Vega estivemos por lá e recomendamos, vale cada centavo pago para estar ali.

Um dos momentos mais aguardados da edição, o retorno de Pitty aos palcos depois da maternidade, agitou a galera. A baiana mostrou que, não só está com os vocais afinados, mas também com a energia de sempre. A cantora relembrou clássicos de toda a sua carreira como “Na Sua Estante”, “Equalize”, “Me adora”, “Máscara”, “Serpente” e “De um Rolê” - que foi tema de abertura da novela Rock Story. “É um orgulho e uma honra, depois de tudo estar aqui nesse palco de volta”, declarou.

O João Rock 2017 ainda contou com a sua tradicional arena de esportes radicais com a pista de skate, onde o campeão mundial Mineirinho marcou presença e chamou a atenção do público com manobras ousadas. O Festival também teve voo cativo de balão e a oportunidade ao público para fazer tatuagens em um estúdio rotativo.


19 visualizações